• Makiyama Serviços

Saiba como realizar a limpeza de consultório odontológico



Higienizar qualquer tipo de ambiente é imprescindível para preservar a saúde e o bem-estar. Porém, quando falamos sobre a limpeza de consultório odontológico, esses cuidados devem ser redobrados.


Afinal, em espaços clínicos é fundamental não só limpar, mas também desinfetar. Por isso, se você quer saber como evitar contaminações na cadeira do dentista — ou no caminho até ela —, continue esta leitura até o final.


Vamos te mostrar 7 passos claros e objetivos para fazer um bom trabalho!


Quais são as normas de limpeza para consultórios?


Para que a limpeza de consultório odontológico seja adequadamente realizada, antes de mais nada é necessário que algumas exigências impostas pela ANVISA sejam seguidas.


Aval da Vigilância Sanitária

A primeira delas estabelece que o projeto de consultórios odontológicos deve contar com um aval da Vigilância Sanitária. Isso porque, o órgão é responsável por garantir que a saúde dos pacientes e dos profissionais ali presentes não está em risco.


Sistema de água e esgoto

Outra obrigatoriedade diz respeito à verificação periódica dos sistemas de abastecimento de água, instalações hidro sanitárias e esgoto. A análise deve comprovar que a água distribuída para a clínica é livre de contaminantes.


Climatizadores

Ventiladores, ar-condicionado e outros climatizadores devem ser instalados em pontos de boa ventilação. Além disso, devem ser limpos com frequência para evitar o acúmulo de fungos e bactérias.


Descarte de resíduos

Também é mandatório que todos os funcionários responsáveis pela limpeza de consultório odontológico saibam exatamente como descartar Resíduos de Serviços de Saúde (RSS).


EPI e vacinas

Por fim, o uso de EPI (Equipamento de Proteção Individual) é indispensável aos profissionais de limpeza, bem como as vacinas que devem estar em dia. Todos os profissionais precisam dos imunizantes contra tétano, difteria e hepatite B.


Como deve ser a estrutura de um Consultório Odontológico?


Antes de falarmos particularmente sobre a rotina de limpeza dos consultórios odontológicos, é preciso citar como deve ser a estrutura física desses locais.

Portanto, confira abaixo:

  • O espaço da clínica deve contar com um local específico para esterilização e estoque de materiais e instrumentos utilizados no consultório;

  • As paredes do ambiente devem ser lisas, revestidas de um material resistente e fácil de ser lavado;

  • O piso, por sua vez, também precisa ser liso, lavável, impermeável e resistente. Sua área de cobertura deve ser completa, desde a recepção até a central de esterilização, passando por copa, cozinha, banheiro e etc;

  • As lixeiras das áreas sanitárias devem ser com tampa e pedal, a fim de reduzir as chances de contaminação por contato;

  • As instalações sanitárias devem apresentar vaso sanitário, lavatório, toalhas de papel, sabão líquido e lixeira no padrão já mencionado;

  • Todos os materiais (tanto de uso comum quanto do dentista) precisam de reposição imediata sempre que acabarem.


Leia também:

O que é risco químico e como evitar na sua empresa?

Quais são os tipos de resíduos e sua destinação correta?


7 Passos para fazer limpeza de Consultório Odontológico

Enfim, chegamos ao ponto alto deste conteúdo: a limpeza de consultório odontológico!

Veja um passo a passo de como ela deve ser realizada:


1º Passo

Comece varrendo, a seco, todo o espaço da clínica. Evite a suspensão de poeiras ao ar, realizando movimentos leves e lentos.


2º Passo

Considere que a limpeza da área menos contaminada deve ser feita antes da área mais contaminada. Assim, os riscos de espalhar agentes nocivos pela clínica é reduzido.


3º Passo

Em seguida, os balcões, mesas, cadeiras e outras superfícies devem ser desinfetadas com álcool 70%. Isso vale para todos os ambientes, desde a recepção até a sala de atendimento.


4º Passo

Armários e bancadas devem apresentar superfície lisa, impermeável e, preferencialmente, cor clara.


Assim, a sujeira pode ser identificada facilmente e, a partir disso, podem ser limpos com pano úmido, detergente neutro e álcool 70% para desinfetar.


5º Passo

Todos os materiais de limpeza, como baldes, panos, vassouras, rodos e carrinhos devem ser limpos e desinfetados ao final da higienização do consultório.


6º Passo

Ampliando um pouco mais o conceito de higienização, a caixa d’água deve passar por um processo rigoroso de limpeza a cada seis meses.


7º Passo

Por último, é de suma importância que os prazos de validade de medicamentos e soluções sejam verificados frequentemente.


Por que contratar uma empresa especializada em limpeza?


Para concluir este post, vale ressaltar que os profissionais responsáveis pela limpeza de consultório odontológico devem receber treinamento adequado sobre o uso de produtos químicos e protocolos de desinfecção.


Afinal de contas, são eles que limpam e desinfetam todas as áreas da clínica e precisam ter o devido conhecimento sobre cada procedimento.


Ademais, a rotina de limpeza merece total atenção, pois ambientes diretamente relacionados aos cuidados com a saúde expõem, em maior grau, os usuários a infecções e contaminações.


Logo, o ideal é contar com uma equipe qualificada e experiente para realizar a correta higienização do local.


Por isso, contratar uma empresa especializada no assunto é a alternativa perfeita!

Conheça nosso serviço de limpeza profissional.


3 visualizações0 comentário