• Makiyama Serviços

Como fazer um cronograma de limpeza para minha empresa?

Esta é uma dúvida comum de muitos gestores. Portanto, no post de hoje, vamos explicar como fazer um cronograma de limpeza.


A limpeza dos ambientes é uma das mais importantes tarefas em qualquer empresa.


Porém, nem todo gestor sabe qual o passo a passo a tomar para chegar até esse cronograma.


Na realidade, o cronograma em si tem somente uma etapa. O que é mais complexo, é a preparação para ele.


Então, no post de hoje, vamos falar sobre como fazer um cronograma de limpeza para te ajudar.


Antes de fazer o cronograma


1 - Avalie o espaço

A primeira coisa a ser feita antes de começar a fazer seu cronograma de limpeza é avaliar a área que deve ser limpa.


Essa é uma etapa crucial e que muitos gestores acabam pulando, seja por pressa ou por pensarem que já têm essa informação.


Na verdade, o que estamos buscando nessa etapa são os detalhes.


O ideal é contar com uma planta baixa de cada andar e, a partir daí, enumerar cada área e seus detalhes.


Isso inclui tipos diferentes de piso, inclinações, escadas, espelhos embutidos nas paredes, vãos, detalhes fixos na decoração, entre outros.


Tudo o que interferir ou modificar rotinas de limpeza, deve ser evidenciado.


2 - Divida as áreas

Em seguida, você precisa dividir essas áreas em segmentos menores.


A limpeza deve acontecer por áreas menores para, então, ser feita em todas elas consecutivamente.


Você pode agrupar os cômodos, corredores e salões, enumerando as áreas (Área 1, Área 2…) ou colocando letras sobre elas (A, B, C…).


Dessa forma, fica mais fácil enviar os colaboradores a uma área específica.


Também é necessário lembrar que essas áreas não podem ser muito grandes, ou a equipe terá dificuldades em realizar a limpeza.


3 - Tenha uma equipe adequada

Se sua empresa é muito grande, você precisa contar com uma equipe maior.


O número de colaboradores que fazem parte da sua equipe de limpeza é tão importante quanto o cronograma de limpeza em si.


Se você tiver poucos profissionais, eles não darão conta do serviço. Além de deixar as áreas sem cuidados, isso gera insatisfação por todas as partes.


Então, certifique-se de ter a quantidade certa de pessoas na sua equipe.


Em uma jornada de 8 horas por dia, um único profissional consegue limpar, em média, 250 m².


Isso pode variar de acordo com o grau de sujidade e com o tipo de sujeira (exemplos: pós-obra, sujeira úmida, resíduos biológicos).


4 - Entenda a prioridade

Depois, é necessário entender a prioridade para fazer um cronograma de limpeza.


Quais áreas da sua empresa precisam ser limpas antes das outras? Quais serão utilizadas mais cedo? Quais não podem ficar sem limpeza, aconteça o que acontecer?


Coloque essas áreas no topo da sua lista de prioridades.


Lembre-se das chamadas áreas críticas, que são as que geram maior impacto para a empresa.


Por exemplo, no caso de um restaurante, a área mais crítica é o salão, que não pode esperar para ser limpo.


5 - Áreas de alta circulação

Antes de montar um cronograma de limpeza, tenha em mente que as áreas de alta circulação precisarão de cuidados constantes.


Ou seja, aquelas áreas onde passam muitas pessoas ao longo do dia, deverão ser limpas mais vezes do que as que têm menor circulação.


Isso é importante porque deve sempre haver uma folga no cronograma para cuidar dessas áreas.


6 - Conte com emergências

Emergências acontecem e você deve prevê-las. Mantenha um tempo livre no cronograma para atender esses casos, quando for necessário.


Seguindo o exemplo dos restaurantes, alguém pode derrubar uma bebida, um prato ou uma bandeja.


Nesses casos, o profissional deve pausar o que está fazendo e atender à emergência imediatamente, quebrando o ciclo do cronograma.


É essencial que haja tempo de sobra para voltar a realizar a limpeza programada logo em seguida.


Montando o cronograma

Agora que você já tem todas as informações e a preparação montada, chegou a hora de fazer o seu cronograma de limpeza.


Para isso, tudo que você precisa determinar é a periodicidade, pois o restante já está determinado.


Entenda qual atividade deve ser feita de quanto em quanto tempo.


Os intervalos mais comuns são:

  • Mensalmente;

  • Quinzenalmente;

  • Semanalmente;

  • Diariamente;

  • A cada 4 horas.

Você pode adicionar mais intervalos de acordo com a necessidade da empresa.


Por exemplo, janelas altas externas podem ser limpas a cada 3 meses.


Também é importante saber quanto tempo leva cada tarefa para, então, fazer as contas.


Depois disso, basta colocar as informações no cronograma da seguinte forma:

  1. Área a ser limpa;

  2. Quem fará a limpeza;

  3. Qual horário;

  4. Repetição em (horas, dias, semanas…);

  5. Sobra de horário para emergências.

E pronto, este é um simples cronograma de limpeza que pode ser feito por qualquer gestor.


Obviamente, existem cronogramas mais complexos, que podem ser realizados com a ajuda de um profissional ou empresa especializada.


Se este texto foi útil para você, compartilhe!


7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo