• Makiyama Serviços

Como fazer a limpeza pós-obra?

Aprenda no post de hoje como fazer a limpeza pós-obra e deixar os ambientes totalmente livres de sujeira e entulho.


Construção e reforma são duas operações que geram uma quantidade alarmante de sujeira.


O pó e o entulho parecem cobrir todos os cantos da casa, entrando em todas as frestas e nos lugares mais difíceis de acessar.


Felizmente, para solucionar isso, existe a limpeza pós-obra, que foca em processos específicos para eliminar esse tipo de impureza.


No post de hoje, você verá como fazer uma limpeza pós-obra passo a passo, quais produtos utilizar e o que é necessário.



Como fazer a limpeza pós-obra?


1 - Use EPIs

Em primeiro lugar, você precisa garantir que alguns cuidados sejam tomados no processo.


O primeiro e mais importante deles é utilizar os devidos equipamentos de proteção individual, ou EPI.


É fundamental garantir a saúde e segurança de quem vai realizar essa limpeza. Por isso, você precisará de:


  • Óculos de proteção;

  • Máscara;

  • Luvas;

  • Botas;

  • Macacão para limpeza;

  • Capacete, dependendo das condições do local.


Certifique-se de que todos os EPIs sejam utilizados corretamente. Essa é a única forma de evitar acidentes e doenças enquanto se mexe em um ambiente tão sujo.



2 - Remova o entulho

Como você já deve imaginar, a primeira etapa da limpeza pós-obra em si começa com a retirada do entulho.


Entulho é todo tipo de resíduo proveniente de uma obra ou reforma, como pedaços de alvenaria, pregos, madeira, telhas, pedaços de revestimentos (pisos e azulejos), além de toda a poeira que esse entulho traz junto de si.


Use uma caixa de papelão revestida com um saco de lixo para recolher o entulho com ajuda de uma vassoura e pá.


Remova o entulho e descarte corretamente em uma caçamba. Esse processo pode levar várias horas, dependendo da quantidade de entulho e de quantas pessoas estão limpando.



3 - Proteja instalações e acabamentos

Antes de seguir com a limpeza pós-obra, você precisará garantir que instalações e acabamentos não sejam danificados durante o processo.


Para isso, proteja tomadas, interruptores, acabamentos de gesso, madeira e outros materiais, tudo que não pode ser molhado.


Você pode fazer isso com uma fita adesiva impermeável, ou até mesmo com pedaços de lona e fita adesiva para prendê-la no lugar.


Assim, você não corre o risco de danificar esses itens, tomar choques ou deixá-los ainda mais empoeirados.



4 - Parte de cima

Os ambientes devem ser limpos de cima para baixo na limpeza pós-obra. Isso porque o pó ficará acumulado nas superfícies mais baixas quando você começar a limpar o que está em cima.


Então, com ajuda de utensílios específicos, limpe o teto, os acabamentos de gesso, as paredes, as luminárias, as janelas, os balcões, entre outros.


Porém, tenha o cuidado de utilizar os produtos de limpeza corretos para cada superfície.

Um limpa vidros para as janelas pode ajudar a eliminar a poeira sem riscar a superfície.

De acordo com cada tipo de sujeira, são necessários produtos específicos.


A mistura de água e sabão ou detergente neutro é uma das mais versáteis que existem, mas pode não ser um produto indicado para superfícies que não podem ser molhadas.


Além disso, como você vai lidar com produtos químicos, certifique-se de estar sempre usando sua máscara de proteção.


Alguns utensílios que podem ser utilizados nesta etapa são:

  • Espanador;

  • Esponja;

  • Pano seco;

  • Aspirador de pó;

  • Vassoura macia para o teto.

A escolha do produto é igualmente importante. Tome cuidado de observar as especificações de cada produto para cada superfície.



5 - Parte de baixo

Em seguida, vamos à limpeza da parte de baixo dos ambientes.


A essa altura, todas as superfícies superiores já devem estar limpas e livres de poeira.

Leve todo o lixo para fora antes de prosseguir.


Nesta etapa, você limpará os rodapés e o piso. Isso inclui escadas dos níveis superiores.

Inclusive, se o imóvel possuir dois andares, limpe primeiro o andar superior, sempre seguindo a regra de cima para baixo.


Para os pisos, use uma vassoura de cerdas macias (no caso de ambientes internos) ou mais grossas (para ambientes externos).


Depois de remover toda a poeira, faça uma solução de água e detergente neutro em um balde, umedeça um pano, remova o excesso e passe com um rodo.


A grande maioria dos tipos de piso é limpa dessa forma. Você pode passar um desinfetante ao final do processo para deixar o ambiente perfumado.



6 - Remova as manchas

Respingos de tinta podem acabar caindo nas superfícies, mesmo com a devida proteção no revestimento.


Para remover manchas, existem três formas.


Primeiro, tente com um pano macio e um removedor próprio para o tipo de piso que você está limpando.


Não use removedores que não forem específicos, pois eles podem danificar o piso.

Se não resolver, você pode usar uma espátula para raspar a tinta com cuidado para não riscar o piso.


Além disso, para pisos que podem ser lavados, uma lavadora de alta pressão pode ajudar.




Contrate um serviço profissional

Somente uma empresa especializada do ramo da limpeza profissional poderá oferecer o melhor resultado possível.


Se você quer ficar despreocupado e garantir que os ambientes estarão limpos com o máximo de cuidado, conheça o serviço de limpeza e conservação da Makiyama.


1 visualização0 comentário