• maykonmakiyama

6 Riscos minimizados pela terceirização da limpeza hospitalar

Entenda quais são os riscos minimizados pela terceirização da limpeza hospitalar e como isso acontece.


Sabemos que o ambiente hospitalar, apesar de ser um centro de cuidados à saúde, representa muitos riscos que podem acometer as pessoas que circulam por ele. São riscos físicos, químicos e biológicos de todos os tipos.


Entretanto, com a contratação da limpeza terceirizada especializada em hospitais, torna-se possível minimizar boa parte destes riscos, de forma a evitar que os problemas se multipliquem e que as pessoas, que vão ao hospital buscar a cura, acabem pegando outras doenças.


Veja agora quais são os 6 riscos minimizados pela terceirização da limpeza hospitalar


1 - Contaminação

A contaminação pode acontecer em três sentidos, sendo do ambiente externo para o interno, do interno para o externo, ou ainda, exclusivamente interno, quando um ambiente contaminado atinge outro que não estava contaminado.


Estas contaminações geralmente acontecem por agentes biológicos como fungos, bactérias e vírus. Sem a adequada conservação dos ambientes internos do hospital, fica muito fácil espalhar esta contaminação para outras áreas e pessoas.


Se a contaminação chegar à UTI, os casos que já são graves podem se tornar terminais. Felizmente, este é um dos riscos minimizados pela terceirização da limpeza hospitalar.


A equipe de limpeza terceirizada é capacitada para eliminar quaisquer focos de microrganismos em qualquer tipo de superfície. Isso garante que, mesmo que determinado local seja contaminado, a contaminação não se espalhará para outras áreas.


2 - Transmissão para o público em geral

Não é difícil encontrar casos de pessoas que ficaram doentes depois de visitarem entes queridos que estavam internados. Isso acontece porque, devido a uma contaminação por agentes biológicos, o ambiente ou o paciente internado acaba transmitindo a doença aos visitantes.


Algo semelhante também pode acontecer na recepção. Bancadas e mesas devem estar sempre limpas e desinfetadas, para evitar que qualquer microrganismo possa infectar as pessoas que estão na sala de espera, por exemplo.


Este é mais um risco minimizado pela terceirização da limpeza hospitalar. Revezando-se em turnos, os profissionais garantem que todas as superfícies estejam limpas periodicamente.


3 - Infecção hospitalar

A infecção hospitalar acontece quando um paciente chega ao hospital com uma doença e, no decorrer da internação, acaba contraindo uma infecção provinda de microrganismos que estavam presentes no hospital.


Na maioria dos casos, esta infecção acontece pela incorreta higienização dos ambientes ou dos utensílios utilizados, incluindo leitos e vestimentas hospitalares. É perfeitamente possível minimizar este risco com uma equipe de limpeza hospitalar bem treinada e capacitada.


Todos os leitos devem ser muito bem limpos e desinfetados antes da disponibilização para outros pacientes. Além disso, o chão e as paredes devem estar impecáveis também. A infecção hospitalar pode vir de todos os lados, mas se os utensílios e os ambientes estiverem livres, já é uma grande diminuição nas chances de infecção.


4 - Falta de profissionais

O desfalque nas equipes de limpeza é outro risco que pode ser minimizado quando o hospital contrata uma prestadora terceirizada. Quando um colaborador falta ao trabalho, além de receber as devidas sanções disciplinares cabíveis, ele será prontamente substituído por outro.


Desta forma, nenhuma área do hospital ficará sem os devidos cuidados com limpeza e conservação. Além disso, os outros colaboradores não ficam sobrecarregados, tendo que dividir suas tarefas com outras para dar conta do serviço.


Se estes profissionais fossem contratados diretamente pelo hospital, não haveria alternativa. A reposição em caso de desfalque só pode ser contemplada por prestadoras terceirizadas.


5 - Acidentes internos

Um hospital possui inúmeras situações propícias a causar acidentes, tanto em relação aos trabalhadores quanto aos pacientes e visitantes. Uma simples poça de água no chão é o suficiente para fazer uma pessoa escorregar e se machucar.


Outros exemplos são objetos pequenos que ocasionalmente caem no chão, como canetas. Há ainda casos mais graves, como material hospitalar descartado incorretamente em lixo comum, que pode acabar ocasionando acidentes, especialmente com crianças.


Para evitar a maioria destes acidentes, as equipes de limpeza hospitalar terceirizada estão treinadas para verificar os riscos presentes nos ambientes a todos os momentos. Qualquer potencial risco é prontamente eliminado, evitando acidentes e preservando a integridade física de todas as pessoas que circulam pelo hospital.


6 - Riscos químicos

Riscos químicos não estão descartados. Eles existem em diversos focos dentro de hospitais e são particularmente difíceis de eliminar por completo, dada a peculiaridade de cada pessoa em relação a alergias.


Entretanto, este é também um dos riscos minimizados pela terceirização da limpeza hospitalar. Ambientes limpos e bem cuidados possuem menor chance de apresentarem resíduos de substâncias químicas que podem ser nocivas ou perigosas a determinadas pessoas.


Além disso, caso ocorra uma quebra de frascos de agentes químicos, somente uma equipe profissional de limpeza será capaz de eliminar os riscos presentes sem causar ainda mais problemas.


Portanto, se você quer proteger seu hospital, certifique-se de contratar uma equipe de limpeza terceirizada habilitada em limpeza hospitalar o quanto antes!


  • whatsapp branca fina